sábado, 27 de setembro de 2008

Etapa 16. Mondoñedo - Villalba. Ermida de Sao Cosme e terra cha

Subida à ermida de Sao Cosme em dia de romaria. Tanta "cuesta"¡
12km sempre a subir em terra batida e asfalto. Tipica montanha galega.


Meia duzia de churros e "colacau"para repor energias que o final da etapa ainda está "lonxe".
"Nao ¡ eu ña bou à romeria, muita xente, muito barulho.
Ponte de ...nao me recordo depois logo completo.

5 comentários:

Pata Negra disse...

Viva a Galiza livre de portugueses e castelhanos! Viva a Galiza, os galegos, as galegas, os caldos galegos e os caminhos!
Um abraço tiago

Paula disse...

Olá, amigos
Não tenho escrito muito, mas tenho andado a seguir-vos quase todos os dias. Assim, sempre pedalo um pouco convosco, já que falta coragem e habilidade para mais. até dá para sentir o cansaço.

"E percorro países como esqueço palavras
E atravesso rios como desprezo leis
E pairo nas alturas com as costas voltadas
Aos séculos de pasmo que para trás deixei...

É a hora em que a terra não gira,
Em que o vento não corre.
É o tempo do homem descobrir o mundo"
in "Viagem", José Carlos Ary dos Santos
Beijos.

à espera da liberdade disse...

Não pode ser, está quase a acabar?
Quem vai dar continuidade ao caminho?
Pata Negra?
Caminheiro Sentado?
Luigi?
Paula?
De certeza que a coragem não vai faltar ao LOVE IN THE PHILIPPINES, eu prometo enviar bolota, e meter pernas ao caminho logo a seguir. Só não vou já porque ainda não me entregaram a liberdade

Camolas disse...

"Eu só quero que me fales de cantigas e de vinho"

Um abraço para todos e desejos que possam experimentar a riqueza que é estar aqui.

Camolas disse...

Paula, grande Ary¡¡¡¡¡